Atendimento: (32) 3333-2484 / (32) 3333-1302
Blog
3/10/2018

A principal causa de não-conformidade em água potável

A principal causa de não-conformidade em amostras de água potável de Farmácias de Manipulação: a baixa concentração ou ausência de cloro residual livre.

* Clique aqui para assistir ao vídeo no Youtube.

Nos sistemas de tratamento de água, a etapa de desinfecção é de extrema importância para garantir que a água esteja isenta de microrganismos relacionados às doenças de veiculação hídrica. A cloração é o método mais antigo e mais amplamente utilizado devido à sua disponibilidade, baixo custo e ação residual.

A PCR n°5, Anexo 20, que estabelece os padrões de potabilidade, preconiza que a água deve conter um teor mínimo de cloro residual livre de 0,2 miligramas por litro. No entanto, por sua propriedade altamente oxidante, o cloro reage com um grande número de substâncias orgânicas e inorgânicas, o que faz com que sua ação residual diminua rapidamente.

Para o setor magistral, as consequências de uma água com nível de cloro residual abaixo da especificação vão além de um relatório de análise não-conforme. A água de abastecimento com nível de cloro residual abaixo do mínimo favorece a proliferação microbiana, acarretando contaminação do equipamento purificador de água, saturação dos filtros bacteriológicos e até mesmo a formação de biofilmes.

A melhor maneira de evitar que isso aconteça é a prevenção!

Então vamos lá!

  1. Monitore constantemente o nível de cloro da sua água de abastecimento;
  2. Se necessário, promova periodicamente a cloração da água no seu reservatório;
  3. Estabeleça uma relação de 100 mL de hipoclorito de sódio a 2,5%, que é a água sanitária disponível comercialmente, para cada 1.000 litros de água armazenados. Repita a operação periodicamente, de acordo com o consumo de água observado.
  4. Mantenha a caixa d´água sempre limpa e fechada, livre de matéria orgânica e da luz solar.
  5. Ao coletar amostras de água para o controle de qualidade, priorize sempre o início da semana e o período da manhã, de modo que a amostra seja encaminhada ao laboratório no mesmo dia da coleta.
  6. Utilize embalagem limpa e com fechamento hermético, para evitar vazamentos e contaminações.

Bom, é isso! Espero que este vídeo tenha sido útil para você! Deixe seus comentários aqui embaixo desta postagem, neste próprio Blog. Eu vou adorar saber! Eu vou ficando por aqui, até a próxima!

Por Viviane Coimbra, Diretora Técnica – Quallità-Renylab Controle da Qualidade.

Siga Quallità nas redes sociais: Facebook, Youtube e Instagram.

 

Compartilhe:

Leia também